Barbacena recebe o Música Minas

25 abr
Agentes culturais e músicos barbacenenses no auditório da Fundac.

Agentes culturais e músicos barbacenenses no auditório da Fundac.

Em março, Barbacena recebeu a Ação de Interiorização da Música, um programa que visa fomentar a produção e divulgação da música mineira. O evento foi promovido pelo programa Música Minas, que tem como principal objetivo mapear e levantar as demandas específicas do cenário musical de cada cidade mineira. Participaram do encontro músicos e produtores culturais de Barbacena.

Desde seu lançamento, o Música Minas beneficiou cerca de 740 artistas selecionados por seus editais. A iniciativa levou artistas mineiros para importantes festivais, cursos e eventos em todo o mundo, além de ter realizado ações de representação em importantes feiras internacionais de música. O programa é realizado por meio de uma parceria firmada entre o poder público e a sociedade civil.

Para saber mais sobre prazos, inscrições e editais, acesse www.musicaminas.com.

Rodrigo Nézio&Duocondé Blues no Play Crossroads Festival!

30 jan

Imagem

 

A banda barbacenense Rodrigo Nézio&Duocondé Blues está concorrendo a participar do festival “Play Crossroads”, de Eric Clapton.

A definição de curadoria se dará por votação. Estamos em 60% e precisamos subir esses números.

Estamos fazendo uma campanha de votação e fortalecimento pelos fãs da banda.

É o seguinte:
– Votar 7 vezes ao dia;
– Deixar o playlist tocando as músicas sem parar (mesmo que você precise cortar o áudio em algum momento de trabalho específico, o importante é que a gente adora as músicas deles mesmo!);
– Twittar 7 vezes por dia (tem o bottom na própria página, é só clicar que já linka com seu twitter);
– Curtir todos os comentários feitos na página;
– Comentar na fan page deles (também tem o botton)

Os caras são bons, vamos fazer o sonho ser possível!

http://www.playcrossroads.com/u/rodrigonezio

 

O melhor do samba de raiz no Gino’s!

7 jan
Cartaz de divulgação

Cartaz de divulgação

 

E para começar o ano… Samba! Música! Dança! Carnaval! Brasil! Boêmios de Isis! O Espetáculo musical “Na cronologia do Samba” nos traz os melhores sambas de raiz, na concepção do grupo. Acoplados a Belíssimos poemas e passagens narrativas da vida dos compositores. Do primeiro e mais antigo samba já registrado – “Pelo Telefone” (Donga) – Até as versões e mais contemporâneas do estilo – “Girando na Renda” ( Pedro Luís, Sergio Paes e Flavio Guimarães). O grupo propõe um resgate da expressão mais autêntica da cultura musical brasileira. Acrescentado às composições novos arranjos. Belíssimas interpretações e todo o jeitinho mineiro de fazer samba que os Boêmios de Isis traz na bagagem.

Será no dia 18 de janeiro – Sexta-feira às 22 horas

no Gino`s il Candelabro
Censura 18 anos

Informações e ingressos:
Irlana
(32)8836-5140 – Oi
(32)8478-1017 – Claro

 

Transmissão ao vivo da posse do prefeito e vereadores de Barbacena

1 jan

No dia 1º de Janeiro de 2013 o Coletivo 77 transmite, diretamente da Câmara de Vereadores de Barbacena,  a cobertura da posse do prefeito e vereadores.

O evento que teve início as 19h dessa terça-feira foi transmitido ao vivo pela PosTV(www.postv.org). Além de poder acompanhar ao vivo pelo site da Prefeitura de Municipal de Barbacena (http://www.barbacena.mg.gov.br), a população pode acompanhar pelo Facebook e pelo Twitter as publicações feitas pela equipe colaborativa de mídia do Coletivo 77.

Mais de 400 visualizações ao vivo ao vivo com uma média de 45 visualizações durante toda a transmissão.

Mais de 400 visualizações ao vivo ao vivo com uma média de 45 visualizações durante toda a transmissão.

Qual foi a ultima coisa que você fez pela primeira vez?

12 dez

Este vídeo foi produzido coletivamente durante a Oficina de Realização Audiovisual com Gabriel Zambon na primeira Semana do Audiovisual de Barbacena/MG.

A oficina teve duração de 4 dias, passando pelas principais estapas de uma realização audiovisual. Roteiro, logistica, Gravação e edição.

Vídeo produzido em agosto de 2012.

O percurso da Loucura

12 dez
Museu da Loucura

Museu da Loucura

Imagina aí o que seria um punhado de criadores loucos conectados em rede em toda a América Latina. Pois se a loucura é matéria-prima da criatividade dos artistas insanos que conhecemos, de Qorpo Santo a Bispo do Rosário, uma conexão entre eles só traria perspectivas mais que promissoras no âmbito da formação, reflexão e experiência estética.

Ideias assim, também insanas,

marcaram a segunda etapa do percurso cultural pelos campi mineiros da Rede Brasil de Festivais. A trajetória foi direcionada pelos delírios criativos de Barbacena, a 169 quilômetros de Belo Horizonte. Baita Loucura!

Da cabeceira do Rio das Mortes, o percurso do Festival Alambique do Som de Artes Integradas revelou em um dos seus trajetos a ideia de uma Universidade da Loucura, tendo Barbacena como seu campus avançado. Já ganhou de cara adeptos como Jairo Toledo (diretor da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais), Edson Brandão (pesquisadores do tema), Fred Maia e Babilak Bah.

Nada tão fora do eixo do que um campus que sirva como espaço de potencialização da criatividade insana e a sistematização da memória de um passado de angústias, mas que deixou uma dívida histórica para a cidade. Muitos desses casos quem contou também foi Chiquinha, funcionária do Museu da Loucura – local com o peso fundamental para este percurso. Da recepção, ela mostra o trem dos loucos pintado num quadro escondido abaixo da escada. Era o vagão que trazia os internos todas as quintas para aquele hospital, que recebeu e sepultou mais de 60 mil pessoas.

O frio gelado da Serra da Mantiqueira seria a receita perfeita para a suposta agitação daqueles doidos de pedra que pra Barbacena exportavam. Porém, numa lógica inversa, a loucura é quem trazia a cura para a reclusão do frio do Alambique do Som. A Estação estava sempre cheia de um público que demonstrou forte apego pelas bandas locais.

O percurso de sete dias incluía ainda as conversas infinitas sobre política e artes cênicas, rodas de formação e trabalho em comunicação, música e processos criativos. No fim, nosso percurso virou cortejo, reunindo principalmente aqueles que souberam aproveitar o festival em seus próprios percursos. Da Igreja do Rosário até a Estação, qualquer reclusão de loucura foi abandonada pelos delírios de carnaval e festa. E não à toa a Cidade dos Loucos também é a Cidade das Rosas.

Nesta semana, o percurso pelos festivais de conhecimento da Universidade Livre Fora do Eixo continuam. Pela plataforma do Circuito Mineiro de Festivais Independentes, a próxima parada é Vespasiano. Quem quiser embarcar junto na viagem pelos percursos, é só ficar atento. Em breve, terá edital lançado para selecionar as próximas equipes. Vejamos o que outros festivais nos reservam. #ConhecimentoLivre.

 

Cortejo Cultural Arte Nossa na rua!

12 dez
Cortejo de encerramento do Alambique do Som 2012

Cortejo de encerramento do Alambique do Som 2012

Hoje as ruas de Barbacena ficaram coloridas com a passagem do Cortejo. O Arte Nossa reuniu artistas da cidade para ocupar e mostrar a música e a arte que existe por aqui.

19/10/2012