Coletivo77 e Prefeitura de Barbacena lançam o vídeo “Leve Amor”

9 jan
Bastidores das gravações do vídeo Leve Amor - Barbacena.

Bastidores das gravações do vídeo Leve Amor – Barbacena.

Em 2012, nós vimos a cidade das rosas e dos loucos ser OCUPADA por corações batendo em seu, nosso, patrimônio histórico e cultural. Tantos corações pulsando, começaram a pedir mais amor!

Decidimos, então, atender a pedido tão singelo. Envolvidos no espírito do vídeo: “Aqui bate um coração Barbacena”, a Prefeitura Municipal de Barbacena, através da diretoria de Cultura e Turismo – Escola de Educação Patrimonial e o Coletivo77, lançam o vídeo com a intervenção urbana “Leve Amor”; um projeto de estudantes de Publicidade e Propaganda do Estado do Espírito Santo, criado em 2013, que visa incentivar as pessoas a mudar seu cotidiano e  dar exemplos de simplicidade, gentileza e humildade, para transformar e modificar nossa agitada rotina da vida moderna, por meio de simples boas ações.

A gravação que ocorreu, respectivamente, nos dias 27/10/2012 e 01/06/2013 no centro da cidade de Barbacena, contou com o apoio de voluntários, do Projeto Arte Nossa, Projeto Brasilidade, Produtora Crisálida, Guarda Municipal, Produtores de Rosas e Flores, Curso de Publicidade e Propaganda da UNIPAC/Barbacena e das Cia de Teatro: Grupo Teatral Cenarte e Cia Girolê. O Estúdio Vertentes produziu uma trilha especial, a versão Smile de Chaplin. Para o registro, Fernanda Sant’anna, Hilreli Alves, Licinho e William Magalhães fizeram uma releitura para a canção de mensagem positiva e com bastante apelo ao intento de todos. A distribuição de abraços, balões e rosas com mensagens de afeto e otimismo, e a alegria de uma intervenção lúdica de palhaços, vem repercutindo e fazendo bastante sucesso. Em apenas um dia, o vídeo postado na internet, no canal youtube/Coletivo77, já possui mais de 1.000 (mil) visualizações.

A prática desse tipo de intervenção cultural visa despertar os sentidos e a emoção das pessoas, criando novas possibilidades de percepção do cenário e do cotidiano das cidades, fazendo com que haja uma redescoberta prazerosa do espaço urbano, em que vivem. A arte é utilizada como um meio de sensibilizar, refletir e transformar o pensamento e a vida das pessoas, através do convite para que participem da intervenção urbana, deixando de agir como meros expectadores,  abrindo-lhes a  possibilidade de agir como criadores e artistas. O convite se estende ao restante do ano, para que levemos mais amor às nossas vidas e possamos fazer da cidade, nosso quintal, um lugar melhor para se viver.

 

Post por:

Hilreli Alves

II SEDA Barbacena – Semana do Audiovisual 2013

1 ago

SEDA 2013

Em 2012 havíamos sonhado. Tanto. Tantos. Com tanta coisa bonita pra alçar voo, redigir memória e queimar película de filme para a vida! Embrulhamos tudo em papéis. Alguns coloridos, alguns de comédia, outros de drama, todos de realidade, todos, todos papéis de SEDA!! Realizamos a primeira Semana do Audiovisual de Barbacena (SEDA). E queremos mais. Que loucura!

Barbacena é uma das mais de 100 cidades da América Latina, África e Europa que receberão a SEDA – Semana do Audiovisual em 2013. Entre os dias 04 e 11 de agosto, acontece a segunda edição da SEDA Barbacena, que junta gente pra pensar e realizar audiovisual, cobertura colaborativa, transmissão ao vivo, roteirizar cinema, filmar cinema, fazer cinema! Juntando as Minas em colaborações Gerais, independentes, livres, com as mentes.

Em toda a sua programação a SEDA busca novas experiências baseadas nas interações sociais, ocupando pontos estratégicos da cidade e oferecendo uma programação transmídia, direcionada a diferentes públicos, através de exibição de filmes, rodas de debates, oficinas, mostra itinerante e intervenções artísticas.

Você tem um sonho bonito?

Você tem vontade de produzir em conjunto?

Você gosta de cinema, de audiovisual, de comunicar?

Embrulha em papel multicolorido!

Vem pra SEDA com a gente!! ‪#‎SEDABQ2013‬‪#‎MidiaNINJA‬

LINK PARA INSCRIÇÃO: http://migre.me/fDdu7

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Oficina

Oficineiro

Data

Horário

Salas

Local

Do Furo ao chip

(Pinhole/Light Stencil)

Paulo Brazyl

06/08

09:00h às 17:00h

19:00h às 01:00h

Auditório FUNDAC

FUNDAC

Fotografia

Violeta Assumpção

07/08

08/08

09/08

09:00h às 17:00h

09:00h às 17:00h

09:00h às 12:00h

23, 28 e 31 (prédio anexo –

antiga UNIPAC)

IFET

Midialivrismo

(Cobertura Colaborativa)

Mídia NINJA

08 a 11/08

14:00h às 17:00h

23, 28 e 31 (prédio anexo –

antiga UNIPAC)

IFET

Pós-TV

(Transmissão de vídeo via web)

Mídia NINJA

08 a 11/08

14:00h às 17:00h

23, 28 e 31 (prédio anexo –

antiga UNIPAC)

IFET

* WebVídeo – Trilho Cultural: P&P (voltada a alunos do curso de Publicidade e propaganda UNIPAC – Formato Livre)

MOSTRA ITINERANTE: MINHA CENA

III Edição da exposição fotográfica itinerante onde 9 fotógrafos de Barbacena irão ceder 2 fotos (cada) ao projeto que este ano apresenta o tema: “a cidade pra mim”. A mostra será levada aos seguintes locais: Arcos do Pontilhão, Fonte luminosa, Coreto da Praça Central, Igreja do Rosário, dentre outros.

Local

Data

Horário

UNIPAC

07/08

19:00h às 22:00h

FUNDAC

08/08

19:00h às 22:00h

Pontilhão

09/08

14:00h às 16:00h

Praça Dom Silvério – Igreja do Rosário

10/08

10:00h às 13:00h

Apresentação Giramundo – Praça dos Andradas

10/08

19:00h

Encontro Sociedade do Carro Antigo de Barbacena – Jardim do Globo

11/08

10:00h

CINECLUBE / DEBATE / PósTV

Durante a SEDA serão exibidos longas, curtas, animações e documentários, com temáticas variadas, em diversos espaços e logo após as sessões, haverá mesa de debates, sobre o objeto das apresentações, com transmissão ao vivo, via internet, realizada pelos participantes da Oficina Pós-TV.

PROGRAMAÇÃO

04/08 DOMINGO – FUNDAC

Social do Cine 19:17h

– História Du E-Holic;

– Quilombo

– Aqui bate um coração Barbacena

– Ibitipoca, Droba pra lá;

PósTV: Debate com Fred Furtado (Diretor do documentário Quilombo).

Debate com Felipe Scaldini (Diretor do documentário Ibitipoca, Droba Pra Lá!).

07/08 QUARTA – UNIPAC

Exibição: 19:00h

– História Du E-Holic;

– O Primeiro Mentiroso;

– Consumo e Publicidade;

PósTV: Debate com alunos do curso de Publicidade e Propaganda.

08/08 QUINTA – FUNDAC

Social do Cine 19:17h

– História Du E-Holic;

– Cidade improvisada;

– História #25 Vem pra rua;

– Lembrar para não esquecer;

PósTV: Debate com Milton Alencar Jr (Diretor do filme Lembrar para não esquecer).

09/08 SEXTA – FUNDAC

Social do Cine 19:17h

– História Du E-Holic;

– Luna;

– La Luna;

– Elena;

PósTV: Debate sobre os filmes exibidos.

10/08 SÁBADO – FUNDAC

Social do Cine 19:17h

– História Du E-Holic;

– CuraGAY;

– Já brincou de boneca?;

– Eu não quero voltar sozinho;

PósTV: Debate com Cléo Magalhães – Grupo Bar de Papo

(Responsáveis pelo vídeos: CuraGay e Já brincou de boneca)

11/08 DOMINGO – FUNDAC

Social do Cine 19:17h

– História Du E-Holic;

– Ana Maria

– Carga Viva;

Debate com Débora Rodrigues (Diretora do Documentário Carga Viva)

Debate com Bruno Costa (Diretor do curta Ana Maria).

Amor Incondicional.

16 maio
Legenda da foto: Maurício, Fernanda, Sâmila e a pequena Isabela, Dudu, Leonardo e Geraldo

Legenda da foto: Maurício, Fernanda, Sâmila e a pequena Isabela, Dudu, Leonardo e Geraldo. Foto: Mariana Mello

No dia 4 de maio, a APAE de Barbacena, juntamente com a professora Sâmila Monna Lisa, trouxeram para o auditório da Escola Salesianas a Palestra Musicada – “O Amor como Combustível para a Superação de Barreiras e Construção de Possibilidades”, de Leonardo Gontijo e seu irmão, Eduardo Gontijo, o Dudu do Cavaco, músico com Síndrome de Down e que faz apresentações na noite de Belo Horizonte. Quem também abrilhantou o evento foi Fernanda Honorato, a primeira repórter com Síndrome de Down do mundo, que integra a equipe do Programa Especial da TV Brasil e é rainha de bateria da primeira escola de samba inclusiva do mundo, a Embaixadores da Alegria. Foi uma manhã muito especial e que reuniu pessoas dispostas a discutir a inclusão social de pessoas com deficiência.

Foram contadas as histórias mais lindas de luta e de amor e que nos levam a refletir que tudo é uma questão de escolhas: você pode se frustrar e se lamentar para sempre ou, você pode, simplesmente aproveitar as novas oportunidades. Algo como planejar uma viagem à Itália, e, ao aterrissar, descobrir que chegou à Holanda. Então, você decide: se lamenta por não ter chegado à Itália ou aproveita as maravilhas da Holanda? Simbora aprender a valorizar as “Holandas” que a vida nos dá e superar os obstáculos?

O texto a seguir é de autoria de Sâmila Monna Lisa. É o relato apaixonado de uma mãe incrível! E a Isabela é uma menina de muita sorte!

“Sábado(4) foi um dia inesquecível, um dia em que abrimos uma grande porta na nossa cidade de BARBACENA. Comecei o contato com Leonardo Gontijo, Eduardo Gontijo e Fernanda Honorato em Março e ao mesmo tempo que eu achava possível trazê-los à Barbacena encontrava barreiras que me desestimulavam. Minha crença e minha força não me deixaram cair, ao olhar para minha filha e ver o sorriso dela eu percebia que meu sonho seria POSSÍVEL. Continuei na luta em busca de patrocínios e conhecimento. Fui ao Rio no Seminário de TO aprender um pouco mais. Conheci Breno Viola que me deu forças para continuar, ele pode até não saber disso, mas ao vê-lo palestrando me motivou a não desistir dos meus sonhos. Voltei com força total, escrevi para o Leonardo, escrevi para a Fernanda pedi ajuda à amiga Thereza Tuma Tuma quem me deu muitas dicas e conseguiu o contato com a Tereza Marta Ribeiro Mendes para emprestar-nos o auditório da escola Salesianas Barbacena junto com a Geusa e a Fernanda Alvarenga(diretora).

Até então eu não tinha o dinheiro para trazê-los pois alguns patrocinadores disseram não ou nem disseram nada. Procurei a Eliane Sanches na APAE e grande surpresa tive quando ela me falou que teria todo o patrocínio e não precisaria cobrar a entrada. Voltei para casa otimista liguei para Camila Lima e sua mãe teve a brilhante ideia de fazermos uma doação para a APAE, o leite longa vida. A partir daí tudo começou a andar e fechamos a data e horário. Porque fiz tudo isso? Pela necessidade de trazer à Barbacena uma visão ampla para que minha filha e os seus filhos possam crescer aqui e terem oportunidades sem precisarem ir para a “cidade grande”. Aqui é nosso lugar, aqui é que vamos movimentar, aqui vamos dar o grito ” O amor supera barreiras”, sou prova disso pelo amor à minha filha o que era sonho virou realidade!!! OBRIGADA!!! Leonardo, Dudu, Carminha e minha linda Fernanda. Valeu, vamos juntos!!!! À você Isabela minha Bela Amo você!!!!!!! EU TENHO AMOR MAIOR DO MUNDO…”

Mortos-Vivos invadem a Rua XV!

16 maio
Dezenas de pessoas saíram as ruas vestidas de Zumbi.

Dezenas de pessoas saíram as ruas vestidas de Zumbi. Foto: Hilreli Alves

No domingo, dia 05 de maio, aconteceu a 1ª Zombie Walk de Barbacena. E os mortos vivos barbacenenses fizeram bonito: a marcha reuniu cerca de 200 pessoas de todas as idades, caracterizadas de zumbis, atraindo os olhares de curiosos que transitavam pelo centro da cidade. O ponto de encontro dos andantes foi o coreto da Praça dos Andradas e os zumbi caminharam pelo centro da cidade, passando pelo Jardim do Globo, avenida Bias Fortes e retornando ao local da concentração, passando pela Praça do Rosário e percorrendo toda a Rua XV de Novembro. A ação foi uma iniciativa de ocupação do espaço público e de difusão da cultura geek na cidade. “Alegrei-me muito com a grande repercussão do evento, compareceram muitas pessoas caracterizadas e não só de Barbacena, mas também de cidades vizinhas! É uma grande satisfação participar de eventos novos em nossa cidade! Ansioso já para o ‘2º Zombie Walk Barbacena’.” – disse Welyton A. Assis, também conhecido como Daisuke, que faz parte da Union-BQ, grupo criado através da rede social Facebook, responsável pela organização do evento.

Mortos-Vivos vagando pelo centro Foto: Mariana Mello.

Mortos-Vivos vagando pelo centro Foto: Mariana Mello.

Mortos-Vivos invadem a praça central. Foto: Mariana Mello.

Mortos-Vivos invadem a praça central. Foto: Mariana Mello.

Projeto Arte nossa ganha o seu #start

25 abr
Bastidores da gravação.

Bastidores da gravação.

O Arte Nossa reunirá artistas da cidade para um ‘Playing For Change‘ barbacenense. No último domingo, dia 21 de abril, Gabriel Cobuci foi o primeiro a deixar sua contribuição gravando a batera no novo espaço do Estúdio vertentes, parceiro oficial do projeto. Ao longo dos próximos meses mais de 30 artistas da cidade estarão participando do videoclipe colaborativo, cantando a várias vozes uma música, querendo ousar chamar a atenção da população para a ocupação dos espaços públicos e o pertencimento cultural através da música e da arte.  “Estou contando os dias, as horas, os segundos para poder ver tudo pronto. Não vejo a hora! Todo esse trabalho é muito especial, de verdade!!”, conta Hilreli Alves idealizador do projeto. Acompanhe o andamento das gravações na fanpage do projeto: Arte Nossa 

Confira o making-of/teaser da primeira gravação:

Cia Girolê apresenta contação de histórias no CEFEC

25 abr
Contação de histórias no CEFEC.

Contação de histórias no CEFEC.

A Cia Girolê apresentou seu espetáculo Retalhos de Estrela. A encenação ocorreu em uma das salas do CEFEC e levou muita alegria e arte para as crianças e os adultos presentes na plateia.

Nada pra mim é tão gratificante quanto poderabrir uma roda pra contar histórias. É como uma forma de cura. É um resgate das minhasorigens, das minhas ancestrais. Me vejo em todas as mulheres que fui, e que ainda vou ser,quando conto histórias.Gosto da troca, do olhar no olho, da sensação de conforto que essashistórias proporcionam. É meio como um ritual, uma partilha.” – Foram com essas palavras, que CleoCavalcantty da Cia Girolê descreveu a emoção de encenar o espetáculo.

Mais da Cia Girolê em http://ciagirol.blogspot.com/vv

Bar de papo lança “Um certo caboclo num faroeste mineiro”

25 abr

O Bar de Papo apresentou, em Barbacena, seu mais novo espetáculo “Não Vim Fazer Discurso”. A peça abordou com humor e sátira os conflitos de jovens atores que, após a formatura, buscam seu espaço no mercado de trabalho.

Para sentir um gostinho do que foi o “Não Vim Fazer Discurso”, é só assistir ao vídeo abaixo, que faz parte do espetáculo.